Artigo
Fotos
Vídeos
DOENÇAS
DIETA E NUTRIÇÃO
REMÉDIOS CASEIROS
BELEZA E ESTÉTICA
RECEITAS
DICAS PARA EMAGRECER
Mancha amarela no olho: 3 principais causas e o que fazer
03/01/2023

O aparecimento de uma mancha amarela no olho geralmente está relacionado a alterações benignas, como a pinguécula e o pterígio. Esses problemas não são graves e podem nem precisar de um tratamento específico. 

Mas, uma mancha amarelada nos olhos também pode indicar alterações no fígado ou na vesícula biliar, que podem ser condições mais graves e necessitar de um tratamento específico. 

Geralmente, quando há um problema com esses órgãos, a parte branca dos olhos fica inteira amarela, caracterizando uma condição chamada icterícia. Mas em alguns casos, o amarelamento dos olhos pode começar com uma mancha singela que vai aumentando com o tempo. 

Ao notar esse tipo de alteração nos olhos, procure um médico ou médica oftalmologista ou clínico geral, para verificar se a mancha amarela no olho é algo com o que você deve se preocupar e tratar.

Veja quais são as principais causas de mancha amarela nos olhos e o que fazer.

Doenças no fígado ou na vesícula biliar 

A , que é o termo médico usado para se referir ao amarelamento da pele e dos olhos, ocorre devido ao acúmulo de bilirrubina no sangue. 

A bilirrubina é formada pela  decomposição da hemoglobina, uma proteína presente nas células sanguíneas, como parte de um processo natural de reciclagem de células velhas ou danificadas.

A bilirrubina chega até o fígado pela corrente sanguínea, onde se liga à bile. Uma vez ligada à bile, ela é eliminada nas fezes, por isso a sua coloração é amarronzada, e uma parte é eliminada na urina.  

Quando existe algum impedimento dos ductos biliares ou algum problema no fígado, a bile fica acumulada no sangue, dando o aspecto amarelado aos olhos e à pele. 

O que fazer

Ao notar a presença de uma mancha amarela no olho, que aumenta e afeta toda a parte branca dos olhos e a pele, é recomendado que você procure um/uma clínico geral, para fazer alguns exames de sangue, que avaliam a função do fígado, e exames de imagem, para identificar se há alguma alteração dos ductos biliares.  As causas mais comuns de icterícia relacionada a problemas no fígado ou na vesícula biliar são: 

Hepatites, .Hepatite relacionada ao consumo abusivo de álcool. Presença de .Obstrução de vias biliares por pedras da vesícula.Reação tóxica a alguma substância nociva. 

Pinguécula

A pinguécula nada mais é do que uma alteração do tecido da conjuntiva

A pinguécula é uma degeneração da conjuntiva, que resulta na deposição de um material amarelado na junção entre a esclera (parte branca) e a córnea (membrana transparente) do olho. 

Assim, a pinguécula nada mais é do que uma alteração do tecido da conjuntiva, com a deposição de uma mistura de proteínas, gordura e cálcio. 

Não se sabe exatamente o que causa essa degeneração, mas entre os principais fatores de risco está o . 

Essa condição afeta pessoas expostas às seguintes condições: 

Que passam várias horas em frente a tela do computador, sem piscar com a frequência necessária. Que ficam em ambientes secos por muito tempo, por exemplo locais com poeira, vento, fumaça e alta incidência de raios UV. 

O que fazer

Na maioria dos casos, não é preciso nenhum tratamento. Entretanto, o tratamento pode ser necessário quando a mancha atrapalha a visão, se torna muito desconfortável ou causa algum constrangimento estético à pessoa. 

A retirada da pinguécula é feita com uma cirurgia bem simples, utilizando anestesia local. 

Pterígio

Popularmente, esse problema é conhecido como “carne no olho”

O  também é uma alteração na conjuntiva dos olhos, que tende a se direcionar para a pupila, afetando uma região maior do olho, comparada à pinguécula. Popularmente, esse problema é conhecido como “carne no olho”. 

É mais comum que o pterígio apresente uma coloração rosada, mas em algumas pessoas ele se apresenta como uma mancha amarela no olho. 

Geralmente, o pterígio cresce lentamente ao longo dos anos e até para de crescer em determinado ponto. Em alguns casos, porém, ele se desenvolve rapidamente e afeta até a pupila, prejudicando a visão. 

Assim, o pterígio pode ser apenas uma mancha rosada ou amarelada nos olhos sem causar incômodos, ou pode provocar alguns sintomas, como: 

Visão turvaOlhos avermelhadosSensação de que há um corpo estranho nos olhosFotofobiaLacrimejamentoArdência

O pterígio compartilha os mesmos fatores de risco da pinguécula:

Olho secoExposição à radiação UVExposição ao vento, poeira ou poluição

O que fazer

Consulte um médico ou médica oftalmologista, para saber se seu caso pode ser resolvido apenas com colírios anti-inflamatórios ou se precisa de . Diferentemente da pinguécula, o pterígio geralmente requer tratamento, porque uma de suas consequências é o astigmatismo severo. 

Caso você trabalhe em algum ofício que te deixe exposto ou exposta ao sol, à poeira ou ao vento, utilize óculos de sol, para prevenir o problema. 

Bolsonaro chora durante evento militar e sua esposa Michelle deix...ver mais
12/12/2022
Limpa o pulmão, combate pneumonia, gripe e aumenta a imunidade
12/07/2020
Como identificar 10 Tipos de Picadas de insetos e outros animais peçonhentos
28/12/2022
Entenda por que é errado lavar o arroz antes de cozinhar; NUNCA mais faça isso
19/07/2020
Saiba por que você NUNCA deve mat4r esse inseto se o encontrar em sua casa
12/12/2022
Vacina contra COVID-19 chega ao Brasil - Plantão COVID-19: As boas notícias!
08/07/2020
Como acabar com vermes e depósitos de gordura do corpo com receitas naturais
28/12/2022
China alerta para nova pneumonia mais mortal que a covid-19
10/07/2020
Bebidas caseiras para limpar o fígado e ajudar na perda de peso
12/12/2022
Acaba com Cistos, Pneumonia, Varizes e Aumenta a Imunidade
29/09/2020
Fotos
Artigo
Vídeos